Santa Casa quer criar faculdade de Medicina e outros 4 cursos no antigo Oswaldo Cruz

Direção prevê que receita obtida com a educação incremente finanças da instituição e também anuncia para maio curso de Técnico em Enfermagem

A Santa Casa de Campo Grande quer tirar do papel e criar até o fim de 2021 a sua própria faculdade de Medicina, que se concretizada, será a quarta opção na Capital – atualmente, UFMS, Uems e Uniderp já oferecem a graduação na cidade. Além disso, a administração do hospital pretende oferecer outras quatro formações superiores.

Hoje, a instituição já oferece em sua Escola de Saúde cursos de atualização, tanto nas modalidades presenciais como à distância. A intenção é que além da Medicina, a Santa Casa também ofereça cursos superiores em Farmácia, Enfermagem, Nutrição e Fisioterapia.

O local escolhido para abrigar os estudantes e a estrutura educacional dessas faculdades é o prédio do antigo colégio Oswaldo Cruz, localizado na rua Anhanduí, em frente ao Mercadão Municipal. De acordo o presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento, parte do prédio já passou por reforma, que deve ser concluída até junho deste ano.

“Terminamos a reforma do madeiramento, telhamento e agora aguardamos o pagamento de um precatório que ganhamos na Justiça do município, que usou o Oswaldo Cruz por muito tempo e o deixou degradado, no valor de R$ 1,8 milhão para seguir com a reforma interna e deixar o local apto a receber o funcionamentos dos nossos cursos”, explica Esacheu.

Nascimento ainda revela que os pedidos de criação da faculdade está em tramitação no MEC (Ministério da Educação). “Trabalhamos para que em um ou dois anos já vejamos funcionar todas essas faculdades no prédio do Oswaldo Cruz”, frisa, completando que o Conselho Federal de Educação se reúne a cada 90 dias e a Santa Casa acompanha a situação.

Hospital prevê incremento financeiro com a educação

A entrada da Santa Casa também na área educacional deve gerar mais receita e incrementar as finanças da instituição, prevê Esacheu, sem revelar os valores estimados e o custo de todo o processo de criação da estrutura para cinco cursos.

“Haverá receita suplementar com educação, não somente a regular, mas também do EaD que criamos e por enquanto é só para atualização, mas já atende em todo o Brasil”, destaca o presidente do hospital – o site com os cursos é o https://educ.santacasacg.org.br.

Por fim, Esacheu também revela que até maio está previsto a total regularização da Santa Casa como entidade educacional apta ao Nível Médio, oferecendo a partir daí cursos da área da saúde como o de Técnico em Enfermagem.

midiamax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + dezesseis =