Polícia usa drone e surpreende pescadores em arrastão com rede

Devido a facilidade de aviso da presença da fiscalização a pescadores que praticam pesca predatória nos rios da região, Policiais Militares Ambientais de Coxim mantêm vigilância com drones para monitorar e prevenir a possível pesca ilegal. Uma equipe que está realizando fiscalização preventiva no rio Taquari, Coxim e afluentes, com uso de um drone, visualizou dois elementos armando uma rede de pesca (petrecho proibido), em uma região denominada Pequi, no rio Taquari.

Ao deslocar para a abordagem, o drone dos Policiais tinha sido avistado pelos infratores, os quais empreenderam fuga com a embarcação que tinha motor potente. A equipe realizou diligências, porém, não conseguiu prender os criminosos. A rede de pesca, medindo 80 metros de comprimento foi retirada do rio e apreendida, bem como uma tarrafa que foi localizada à margem do rio.

Durante os trabalhos, a equipe abordou 8 embarcações e um total de 22 pescadores nas embarcações e pescando no barrando do rio. Todos pescavam legalmente. A PMA continua em fiscalização preventiva, fundamental para evitar a depredação dos cardumes, especialmente com uso destes tipos de petrechos ilegais que têm alto poder de captura.

Se identificados, os pescadores responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Há também previsão de multa administrativa de R$ 700,00 a R$ 100.000,00.

douradosnews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + vinte =