Pediatras de MS pedem doação de insumos usados no combate ao coronavírus em crianças

Grupo Pediatras do MS realiza busca de materiais para oferecer tratamento adequado a crianças contra a Covid-19 e em maio à temporada de gripes

Um grupo de pediatras sul-mato-grossenses decidiu compor uma força-tarefa para arrecadar doações de materiais e medicações para dar vazão aos vários atendimentos que serão demandados, principalmente no setor pediátrico, diante da pandemia do coronavírus e dos casos de dengue e de Influenza A, bem como da proximidade do período do ano mais favor´vei a casos de bronquiolite.

Conforme o grupo Pediatras do MS, que reúne cerca de 300 profissionais no Estado, a previsão é de que muitos itens faltem para que as crianças sejam atendidas com segurança nas próximas semanas –de abril a junho, o próprio Governo Federal tem projetado um aumento significativo nos caros de Covid-19 (causada pelo coronavírus).

Foram solicitados a empresários e pessoas que, eventualmente, tenham esses materiais em estoque, a doação de espaçador infantil plástico, sabutalmol spray, álcool 70%, equipamentos de proteção (óculos, luvas de procedimento tamanhos P M e G, máscaras N95 e cirúrgicas, capotes e toucas descartáveis), aviamentos (linha para TNT, tricoline e napa), elástico tipo cordão de 205mm e tecidos (TNT gramatura 80, tricoline, napa).

A campanha foi idealizada tendo em vista a aproximação do período crítico para casos de Influenza e dengue e os efeitos da pandemia de coronavírus, considerando uma recomendação em relação à Covid-19.

“A criança com coronavírus não pode fazer inalação porque isso espalha o vírus, podendo o disseminar em espaços fechados”, disse, apontando que o período no qual o Ministério da Saúde espera aumento nos casos coincide com o início da temporada de gripes e resgriados. “[Contra o coronavírus] deve-se usar a bombinha com o espaçador, cujo fornecimento é muito deficiente tanto na rede pública como na particular. Isso preocupou e levou aos pedidos para se doar. Como tomou uma proporção grande, com gente querendo ajudar, ampliamos para outros problemas”, explicou o pediatra Leonardo Resende, um dos participantes do esforço.

O médico ressaltou que a campanha também considera o fato de que faltam insumos para o enfrentamento ao coronavírus em todo o país, não sendo um problema específico de uma unidade de saúde. “É uma emergência, uma pandemia. Vamos precisar da ajuda de todos”.

Foram montados postos de coleta em diferentes municípios do Estado. Confira abaixo os locais:

Campo Grande:
• Clínica Nascitá (7h-18h): R. Fagundes Varela, 9 – Jardim Sao Bento
• Valley Pub (19h- 7h): Av. Afonso Pena, 4.150
• Nova Saúde (8-18h): Rua Vinte Cinco de Dezembro, 967
• MS Diagnósticos (7h-19h): Av. Afonso Pena, 6.078, Chácara Cachoeira
• Associação Médica de Mato Grosso do Sul (de segunda a sábado até as 22h30 e domingo até as 18h): Av. Des. Leão Neto do Carmo, 155 – Jardim Veraneio

Maracaju:
• Clínica Imed Vida : Rua Dracena, 2.280
• Farmácia Drogamara: Av. Mal. Deodoro, 400

Costa Rica:
• Clínica Vitale – Rua Lundgero Basílio de Paula, 77, Vila Santana
• Rua Lundgero Basílio de Paula, 213, Vila Santana

Nova Andradina:
• Rua Professor João de Lima Paes, 1464
• Hospital da Cassems: R. Walter Hubacher, 748

Paranaíba:
• Clinica Vitale: Av Durval Rodrigues Lopes ,815

Três Lagoas
• Hospital Nossa Senhora Auxiliadora: Avenida Rosário Congro, 1.533

Ivinhema:
• Avenida Reynaldo Massi, 2.432, bairro Guiray

Rio Brilhante:
• Hospital Beneficente de Rio Brilhante: Avenida Lourival Barbosa, 1.396

Dourados :
• Vaccine Care: Rua João Cândido Câmara, 827, Centro.

O material arrecadado inicialmente será distribuído para atender as necessidades da pediatria de todo o Estado e, “se houver sobras, entregaremos no grupo de arrecadação do Hospital Regional”, completou Leonardo Resende.

“Qualquer problema de saúde será afetado pela falta de profissionais, leitos e insumos. A Itália, a China, a França e os Estados Unidos já estão passando por isto. Mesmo com os melhores recursos, essa pandemia mudou o mundo. Não era o esperado. Então nos unimos para angariar recursos e desta forma tentar diminuir os possíveis problemas. Temos muita fé que pode ser que por aqui vai ser menos pior. Torcemos muito para isto, mas queremos estar o mais preparado possível para enfrentar esta pandemia”, destacou o Pediatras do MS.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail pediatrasdoms@gmail.com.

midiamax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 11 =