MS tem o sexto melhor saldo na geração de empregos do país

Mato Grosso do Sul tem o sexto melhor saldo percentual na geração de empregos do país em 2021, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados nesta quinta-feira (26).

Entre janeiro e julho o estado registrou 125.425 demissões de trabalhadores com carteira assinada, mas, em contrapartida, 156.841 contratações, o que levou a um resultado positivo de 31.416 postos de trabalho – variação de 5,91%.

Apenas cinco estados registraram um desempenho ainda melhor: Mato Grosso (8,27%), Goiás (7,20%), Acre (6,69%), Santa Catarina (6,45%) e Tocantins (6,30%).

Dados do mês Mato Grosso do Sul gerou 3.873 empregos formais em julho, conforme o Caged. No período, foram 22.272 contratações contra 18.399 demissões.

De acordo com o Caged, os setores de atividade econômica que mais contribuíram com o resultado de julho em Mato Grosso do Sul foram comércio, com 1.438 postos, e serviços, com 1.339. Na sequência, também com números positivos, estão construção (422), indústria (407) e agropecuária (267).

Municípios Campo Grande foi a cidade sul-mato-grossense que mais gerou empregos formais em julho. Conforme o Caged, foram 1.342 vagas criadas.

Na sequência aparecem Dourados (562), Três Lagoas (279), Maracaju (191), Naviraí (148), Ribas do Rio Pardo (147), Chapadão do Sul (139), Corumbá (123), Rio Brilhante (123), Paranaíba (114) e Ponta Porã (113).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + cinco =