Meteorologia registra chuva em 14 cidades e setembro começa chuvoso em MS – Web MS

Meteorologia registra chuva em 14 cidades e setembro começa chuvoso em MS

Sidrolândia registra maior índice, enquanto Água Clara quase não choveu

O mês de setembro veio trazendo chuva para as cidades de Mato Grosso do Sul. Só neste domingo, 14 cidades registram aguaceiros e o índice apontado foi de encontro com o que a meteorologia previa e em Campo Grande, a chuva chegou a 10,8 milímetros.

O maior índice acumulado de água aconteceu na cidade de Sidrolândia, onde 30,2mm de chuva foi registrado neste domingo. Os outros índices com maior densidade foram em Rio Brilhante e Ivinhema com 14,2 e 12,2 milímetros de aguaceiros. Água Clara foi o menor índice com apenas 1,0 milímetro de chuva.

As outras cidades que registram chuva foram: Bataguassu, Bonito, Dourados, Jardim, Juti, Itaquiraí, Maracaju, Paranaíba, Santa Rita do Pardo e Três Lagoas.

Possível tempestade

Um aviso do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) válido até às 2h da manhã desta segunda-feira (2) coloca 41 cidades de Mato Grosso do Sul sob risco de tempestade. De acordo com o instituto, há risco de queda de árvores, alagamentos, corte de energia elétrica e estragos em plantações. Os ventos podem chegar aos 100km/h e pode chover 100 mm/dia.

As cidades em alerta segundo o Inmet são: Anastácio, Anaurilândia, Angélica, Aquidauana, Bandeirantes, Bataguassu, Batayporã, Brasilândia, Caarapó, Camapuã, Campo Grande, Corguinho, Deodápolis, Douradina, Dois Irmãos do Buriti, Dourados, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Itaporã, Ivinhema, Jaraguari, Jateí, Juti, Maracaju, Rochedo, Santa Rita do Pardo, Selvíria, Sidrolândia, Taquarussu, Terenos, Três Lagoas, Vicentina e Água Clara.

As recomendações para a população são de que em caso de rajadas de vento, não se abriguem debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas. Não estacionar os veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda. Caso possível, é recomendado que desliguem os aparelhos elétricos e o quadro de energia.

midiamax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *