Marun anuncia R$ 140 milhões para combate ao tráfico nas fronteiras de MS – Web MS

Marun anuncia R$ 140 milhões para combate ao tráfico nas fronteiras de MS

O valor será remetido a compra de radares fixos e móveis, além de aeronaves

Nesta sexta-feira (30), o Secretário de Governo, Carlos Marun (MDB) acompanhando do governador do Estado, Reinaldo Azambuja e demais autoridades, estiveram presentes na Base Aérea de Campo Grande para anunciar a liberação de crédito para a aquisição de novos equipamentos no combate ao tráfico de drogas nas fronteiras do Estado.

O projeto que previa a liberação foi levado ao governo Temer pelo ministro Raul Jungmann, atual ministro Extraordinário da Segurança Pública e que também teve a participação de Carlos Marun em fevereiro, quando se especulava a reforma da providência.

A aquisição para radares fixos e radares móveis, equipamentos de detecção e monitoramento de atividades ilícitas na fronteira custará em torno de R$140 milhões. A fabricante é francesa, mas os equipamentos são construídos propriamente no Brasil.

Os radares móveis serão para coibir algumas falhas e coibir também a entrada de aeronaves estranhas”, comentou o Coronel Macedo, da Força Aérea Brasileira. Segundo ele, a aquisição funcionaria para se ter uma maior eficácia no combate ao tráfico de drogas.

Os radares fixos serão instalados em três cidades do Estado: Ponta Porã, Porto Murtinho e Corumbá, todos eles de maneira imediata. Além dos radares instalados, a Força Aérea é contemplada com outros cinco já existentes, sendo quatro para terminal e controle aéreo e um de defesa aérea.

Macedo ainda comentou sobre os valores de cada equipamento. Segundo o coronel, todos os radares e aeronaves de modelo E-99 devem custar de R$40 a 50 milhões. A manutenção tem um alto custo e fazem o equipamento durarem até 25 anos.

A fronteira do Estado de Mato Grosso do Sul, segundo o Major Brigadeiro, é de 17 mil quilômetros em extensão e fez uma leve comparação citando a fronteira entre os Estados Unidos e o México que é de apenas 2 mil quilômetros.

O ministro Carlos Marun atribuiu que esse investimento é uma forma de “usar a tecnologia para ser superior”. Para que o projeto e os valores fossem aprovados, precisou-se fazer cortes em algumas áreas, como na PRF (Polícia Rodoviária Federal). O projeto foi sustentado desde o início sem sofrer quaisquer alterações segundo o ministro.

Marun também citou que as arrecadações das loterias federais podem ser usadas em breve para melhorar a segurança pública. Segundo o ministro, esse valor pode chegar até R$4 bilhões.

Reinaldo Azambuja crê em melhora nas fronteiras com os equipamentos. (Foto: Minamar Júnior)

Para o governador Reinaldo Azambuja, o investimento é para grande uso e fará com que as autoridades ajustem o “ponto cego aonde adentra todo o tráfico”. Segundo o parlamentar, os radares vão propiciar um trabalho mais eficaz e evitar novas rotas de tráfico no Estado.

“Vamos ter mais um passo importante para blindar as fronteiras. Vão [radares] ajudar a coibir a entrada de drogas no nosso Estado”, afirmou o governador.

Com a ajuda dos radares, aeronaves e outros equipamentos, Coronel Macedo ainda pode divulgar que no último ano, foram apreendidas mais de 1.750kg de pasta base que vieram das fronteiras.

midiamax

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *