Indígenas voltam a bloquear MS-156

Indígenas das aldeias Jaguapiru e Bororó de Dourados voltaram a bloquear a MS-156 nesta quinta-feira (9) contra a tese do “marco temporal”, que foi à votação no Supremo Tribunal Federal. Eles bloquearam a rodovia no trecho que dá acesso a Itaporã.

Mobilização Nacional

Os protestos foram realizados em diversos estados e na frente do Palácio do Planalto, em Brasília (DF). “A gente vem acompanhando a mobilização nacional, vem orientando os jovens sobre a tese do marco temporal. Nós temos trabalhado isso, o que é o marco temporal e como afeta os povos indígenas, porque são parentes indígenas que vão sofrer e muitas comunidades, hoje, que não tem homologação de seus territórios. Tudo isso, a gente vem trabalhando com os jovens indígenas da AJI”, explica Indianara sobre a mobilização dos povos indígenas.

“Nós temos leis internacionais ratificadas pelo país, que garantem os direitos dos povos indígenas. Nós temos a Declaração da ONU sobre os Direitos e Convenção sobre os Povos Indígenas da Organização Internacional do Trabalho que nos garantem todo esse acesso”, pontua Indianara.

Sobre o trabalho com jovens de Dourados e de outras regiões, ela diz que já nascem em contexto de violência. “Já nascemos em território extremamente populoso ou totalmente degradados por hidrelétricas, garimpo, desmatamento, assim como os jovens indígenas da Amazônia”, complementa. E conclui que, “em geral, os jovens acabam se empoderando, conhecendo essa realidade e vem buscando contribuir nessa luta para que os povos indígenas venham a ter acesso e garantia desses direitos e, principalmente, aplicabilidade, conquistados com muita luta”.

douradosagora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 6 =