HU e Santa Rita desmentem boatos de casos de coronavírus

Em tempos muita informação sobre o coronavírus, o que não falta é fake news espalhadas pelas redes sociais. Hoje, começou a ser circulado áudios pelo whatsApp de que havia registro de coronavírus nos hospitais universitário e Santa Rita de Dourados.

Em nota, as unidades desmentem os boatos. No Santa Ria a informação era a de morte de uma jovem de 17 anos. “Repudiamos a conduta criminosa de pessoas inescrupulosas que de maneira irresponsável vem divulgando notícias mentirosas, informando que no Hospital Santa Rita teria ocorrido uma morte de uma jovem em decorrência da infecção do novo coronavírus, bem como estariam internados pacientes suspeitos. Tais notícias são mentirosas”, comunicou em nota o hospital.

Completou ainda: “Não ocorreu nenhum óbito ou a existência de casos suspeitos…a direção do hospital manterá toda a população informada sobre a verdade dos fatos”.

Já no HU, a fake news era de que havia paciente contaminado com o vírus. “No dia 17 de março de 2020 às 7h30, deu entrada em nossa UTI Pediátrica uma lactente de 8 meses de vida, de etnia indígena, proveniente da aldeia do município de Amambai –MS. Apresentava histórico de 3 dias com de tosse e febre, com piora do esforço respiratório nas últimas 12 horas. O diagnóstico inicial foi de Pneumonia e Septicemia. Imediatamente foram realizados todos os exames iniciais e complementares (laboratoriais e radiológicos) e também foram iniciadas todas as medicações de indicação”, comunicou.

O HU informou ainda que, “baseado nos critérios definidos pela Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde, a paciente não apresentava critérios de infecção por Coronavírus. Foram colhidos exames de confirmação para H1N1 e outros vírus, que foram encaminhados para o Lacen (Laboratório Central de Mato Grosso do Sul) na cidade de Campo Grande na última quinta-feira (19). A criança veio a óbito em 19 de março de 2020 às 13h30. O Hospital Universitário da UFGD aguarda o resultado do exame de confirmação de H1N1. Reforçamos que nossa instituição continuará atuando com toda a transparência e baseada no cumprimento dos fluxos determinados por órgãos superiores e competentes no que diz respeito aos fatos relacionados a pandemia que vivemos”.

douradosagora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 8 =