Devagar o número sobe: são 156 infectados em 24h, total de 1.802 em MS

Há 20 mortes registradas por Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Teimosia em grandes cidades condenará pequenos municípios cercados pela doença

Com mais 156 exames positivos para coronavírus (Covid-19) nas ultimas 24 horas, o número de casos confirmados da doença no Estado chega a 1.802. As informações foram apresentadas nesta quarta-feira (03.junho) em coletiva de imprensa online com autoridades do Governo do Estado. O número no estado aumenta gradativamente, apesar de lento, não para de subir.  

Dos 1.802 casos confirmados, 936 estão em isolamento domiciliar, 808 estão sem sintomas e já estão recuperados. 39 estão internados, sendo 21 em hospitais públicos e 18 em hospitais privados. Um paciente internado é procedente de fora do Estado. Foram registrados 20 óbitos.

A Secretaria de Estado de Saúde publica o boletim epidemiológico referente às notificações de casos suspeitos de coronavírus (Covid-19) diariamente. As informações divulgadas pela Secretaria são os dados oficiais consolidados do Estado que são repassados ao Ministério da Saúde.

Alguns municípios já foram cercados pela doença que se espalha com mais rapidez no interior. A irresponsabilidade da população que vive nas grandes cidades, não obedecem o isolamento, pode condenar os pequenos municípios.  

Os que aparecem com mais contamindos são as cidades grandes, também, que aparecem com menor pontuação na obediência ao isolamento social. 

A chuva e as baixas temperaturas deste ontem, (2.6) contribuíram para Mato Grosso do Sul atingir o 12° lugar no ranking que mede as taxas de distanciamento social no País. O feito é inédito, considerando que o Estado sempre ocupou as últimas colocações dentre as unidades da federação.  

Apesar da boa posição no cenário nacional, a taxa mapeada para o dia foi de 40,9%, não muito distante das médias registradas em dias anteriores. Ocorre que os demais estados, registraram mais pessoas nas ruas, enquanto aqui, quem já não precisava sair de casa, contou com os impeditivos da natureza. Para conter a pandemia, autoridades sanitárias recomendam 70% como índice ideal.

A taxa de adesão ao isolamento social nas cidades com maior número de casos confirmados de Covid-19 foi de 44,5% (Dourados), 32,5% (Guia Lopes da Laguna), 42,6 (Três Lagoas), 48,2% (Fátima do Sul) e 57,1% (Douradina). 

Entre todos municípios sul-mato-grossenses, as taxas de recolhimento variam de 24% a 57,1%. A relação completa pode ser conferida AQUI.

O secretário de saúde, Geraldo Resende alertou para a tendência de avanço acelerado da doença no Estado.  “Não dá para as pessoas ficarem nas ruas, em bares e restaurantes da cidade, fazerem aglomerações em festas, seja em chácaras ou residências e achar que a vida está normal. O vírus está circulando, é perigosíssimo e poderá levar daqui a pouco, ao colapso do sistema de saúde”, reforçou. 

msnoticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − seis =