Contra volta das aulas nas escolas particulares, pais temem pela saúde dos filhos em Campo Grande

Muitos pais apontam a medida como precipitada diante da pandemia e dizem que manterão filhos em casa

Após o anúncio de que as aulas presenciais nas escolas particulares de Campo Grande podem retornar em junho, muitos pais avaliaram a medida como precipitada diante da pandemia da Covid-19, o novo coronavírus. Nas redes sociais, mães e pais de alunos matriculados afirmam que não permitirão que os filhos voltem para as escolas e que os manterão em casa para proteger a saúde dos alunos.

Quando soube que as aulas da escola dos filhos poderiam retornar no próximo mês, Patrícia Rejane Figueiredo, de 45 anos, que tem três filhos matriculados em duas escolas diferentes, afirma que não permitirá que eles retornem às salas de aula.

“É óbvio que grande parte da população ficará doente, o isolamento servirá para que o sistema de saúde não entre em colapso, é simples assim”, pontuou a assistente social. O temor é ainda maior porque o filho de 12 anos tem asma e a possibilidade de contrair o vírus poderá prejudicar ainda mais a saúde dele. “Ele faz parte do grupo de risco, jamais o mandaria pra escola num momento desse”, disse.

Segundo a mãe, ela prefere manter os filhos em casa e perder o ano escolar do que deixar os filhos vulneráveis ao coronavírus.

A doença respiratória também fala mais alto na hora de Regiane Augusto Bruno, de 27 anos, pensar em mandar o filho para a sala de aula novamente. A criança, de 4 anos, tem bronquite asmática e devido à essa doença no pulmão, ela teme pela vida do filho. “Eu morro de medo. Acho que não levaria ele, não”. afirmou a mulher.

Nas redes sociais, a notícia desagradou mais pais. Uma leitora do Midiamax diz que o vírus pode se espalhar e também afirmou que a filha não retorna às aulas presenciais. “Minha filha não voltará, permanecerá em casa”.

Outra leitora, diz que a decisão das escolas particulares é precipitada e inconsciente. “Os adultos não utilizam corretamente as regras da biossegurança, imaginem as crianças e adolescentes”, disse.

Escolas particulares retornam com aulas presenciais em junho

Após reuniões entre o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), a prefeitura de Campo Grande e representantes das escolas particulares, as aulas presenciais do setor privado de educação infantil da capital podem ser retomadas em junho. A informação foi anunciada pelo prefeito Marquinho Trad (PSD), nesta segunda-feira (25).

Durante transmissão ao vivo, o prefeito foi questionado sobre a previsão para retorno das aulas presenciais nas escolas particulares de Campo Grande. “A questão da escolas nós fomos até o Ministério Público e há sim um planejamento para o mês de junho”, respondeu.

Entretanto, Marquinhos lembrou que “não se sabe a data correta ainda”. Um dia antes da reunião entre o MPMS, a prefeitura e os representantes das escolas privadas, que aconteceu em 20 de maio, o prefeito garantiu que o retorno das aulas presencial só acontecerá “se tiver toda a segurança possível para não desenfrear e crescer essa pandemia” na cidade.

midiamax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + catorze =