Brasilândia e Fátima do Sul querem decretar estado de calamidade

Os municípios de Brasilândia e Fátima do Sul querem decretar estado de calamidade pública, devido a pandemia do coronavírus. Os pedidos foram enviados para Assembleia Legislativa e serão avaliados pelos deputados em plenário. A intenção é ter mais agilidade para fazer compras e contratações, sem precisar de licitação.

Os pedidos chegaram na última quinta-feira (21) e devem ser votados na próxima semana. Até o momento os deputados deram aval para todos os municípios que pediram este aval, entre eles Campo Grande, Batayporã, Cassilândia, Paranaíba, Glória de Dourados e Inocência, inclusive o próprio governo estadual.

Apesar de alguns votos contrários nestas matérias, a maioria dos parlamentares entende que é melhor conceder este “aval”, para que os prefeitos possam tomar medidas preventivas com mais agilidade, mesmo nas cidades com poucos casos de coronavírus.

Em Brasilândia já foram 15 casos confirmados (coronavírus), com duas mortes, de uma mulher de 58 anos no dia 12 (maio) e um homem de 70 (anos) na semana passada (17 de maio). Já em Fátima do Sul são 18 (casos) registrados, sem mortes. As duas cidades estão entre as dez do Estado com maior incidência por habitantes.

campograndenews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 12 =