Ambiental apreende oito redes de pesca medindo cerca de 500 metros

No último final de semana, a Polícia Militar Ambiental realizou fiscalização nos rios, no intuito de prevenir a pesca predatória, visto que algumas pessoas pescam na semana anterior para consumir o pescado durante a Semana Santa, e também para verificar a localização dos cardumes em vários rios, no sentido de planejar a operação Semana Santa.

Durante a operação, Policiais Militares de Aparecida do Taboado prenderam quatro pescadores por pesca ilegal e apreendeu barcos, motores de popa e petrechos de pesca ilegal no rio Paranaíba, além de 2.700 metros de redes de pesca (petrechos proibidos).

Ontem, dia 26 de março, Policiais Militares Ambientais de Cassilândia realizavam operação nos rios Barreiro e Paranaíba e apreenderam mais oito redes de pesca, medindo 500 metros.

As operações serão intensificadas mais ainda com a Operação Semana Santa, que se inicia nesta quarta-feira, dia 28 de março, às 12 horas.

Este tipo de fiscalização é fundamental, pois a retirada desta quantidade de redes e outros petrechos  ilegais dos rios impede a degradação dos cardumes, tendo em vista o alto poder de captura destes tipos de petrechos. Por isso, a PMA realiza fiscalização rotineiramente, visto que é muito difícil a prisão dos elementos que se utilizam desses petrechos ilegais, em virtude do pouco tempo que levam para armar e conferir os peixes capturados pelas redes, ficando pouco tempo expostos. Mais difícil ainda porque armam normalmente à noite.

Dourados Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + dezesseis =